Publicidade

Arte PALOP destaca-se em leilão da Sotheby’s

A Sotheby’s é uma sociedade de vendas por leilão com fundação em Londres e sede na cidade de Nova Iorque. A sua primeira venda foi em 11 de Março de 1744. Levou à praça em Londres, no dia 15 de Outubro, mais de uma centena de obras de artistas africanos contemporâneos, incluindo trabalhos dos angolanos António Ole e Cristiano Mangovo, e dos moçambicanos Bertina Lopes, Mário Macilau, Malangatana e Ernesto Shikhani.

António Ole, que celebra este ano 5 décadas de carreira, não teve nenhum dos seus 2 quadros presentes vendidos. Já o compatriota Cristiano Mangovo, artista nascido em Cabinda, viu os seus dois quadros serem vendidos por valores bem acima do que havia sido avaliado pela própria Sotheby’s, que é só a sociedade de leilões mais influente a nível mundial.

Arte PALOP destaca-se em leilão da Sotheby’s
Cristiano Mangovo

O mesmo aconteceu com o veterano artista moçambicano Malangatana, embora tenha sido por valores um pouco menos expressivos.

Publicidade
Arte PALOP destaca-se em leilão da Sotheby’s
Malangatana

De qualquer das formas, é evidente o crescimento da influência da arte africana um pouco por todo o mundo… é esse o caminho!

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Arte PALOP destaca-se em leilão da Sotheby’s
Publicidade
Publicidade
Publicidade