Publicidade

A mais velha cultura do mundo

Publicidade

Entre as diferentes culturas do mundo, destaca-se a dos San, conhecidos como “homens das moitas”. Esta pode ser considerada a tribo mais antiga de todo o Continente Africano.

A mais velha cultura do mundo

São membros de várias etnias indígenas de caçadores-recolectores da África Austral, cujos territórios abrangem o Botsuana, a Namíbia, Angola, a Zâmbia, o Zimbábue e a África do Sul.

Publicidade

Os San contam com um sistema próprio de crenças, uma língua e até mesmo uma dança típica, a chamada “dança da girafa”. Os San acreditam que esta energia espiritual permite que os curandeiros superdotados “vejam” a doença nos outros e usem as suas mãos curativas para afastar fisicamente a enfermidade de um paciente. Também pode ser usada para curar aspectos negativos da comunidade, como raiva e conflitos.

No entanto, essa rica tribo também sofreu com a chegada de invasores por causa de interesses de exploradores de diamantes, que acabaram com os parques de reserva onde habitavam.

Não são apenas as diferentes culturas existentes no mundo que chamam a atenção, mas também os costumes de cada povo, que são bastante variados e podem parecer muito estranhos para os estrangeiros.

Por isso, confira essa pequena lista com algumas tradições de diferentes culturas dos países, que podem ser esquisitas à primeira vista, mas têm óptimas explicações.

Os San são um dos catorzes povos ainda existentes da chamada “população ancestral” , a partir da qual todos os seres humanos modernos conhecidos descendem.

Diz a lenda que, quando foram expulsos dos seus territórios ancestrais, os bosquímanos San colocaram uma maldição nas terras entre os rios Zambeze e Limpopo (actual Zimbabwe). Juraram que outros podiam ali viver, mas nenhum outro iria conseguir controlar a região e não haveria paz. 

Em tempos, este povo dominou a região do sul de África, mas a pouco e pouco estes caçadores-recolectores foram sendo empurrados para as areias do deserto do Kalahari. Primeiro pelas tribos bantu (que os baptizaram de San, isto é, “os que recolhiam alimentos”) e depois pelos fazendeiros Europeus. Vistos pelos colonizadores como selvagens, foram apelidados de “bushmen” ou “homens do mato”.

Para muitas pessoas, contudo, os bosquímanos – e a sua linguagem de cliques – ficaram conhecidos graças ao filme “Os Deuses Devem Estar Loucos”, de 1980, que girava à volta de uma garrafa de Coca-Cola. A personagem principal era um San, apesar de desempenhar o papel de uma outra tribo.

Oriundos de uma sociedade de partilha, onde a competição e a inveja não tinham lugar, os San viviam em pequenos grupos familiares e não têm um líder. Actualmente, são poucos os que seguem a tradicional cultura – que alguns dizem ser a mais velha do mundo e que há milhares de anos pintou as cavernas de África.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

A mais velha cultura do mundo
Publicidade
Publicidade