Publicidade

Conheça a obra “A Criação de Adão”

Publicidade

“A Criação de Adão” é um fresco de 280×570 cm, pintado por Michelangelo Buonarotti por volta de 1511, que fica no tecto da Capela Sistina. A cena representa um episódio do Livro do Génesis, no qual Deus cria o primeiro homem a partir do pó da terra: Adão.

Deus é representado como um ancião barbudo, envolto num manto que divide com alguns anjos. O seu braço esquerdo está abraçado a uma figura feminina, normalmente interpretada como Eva (na realidade Lilith) – que ainda não foi criada e, figurativamente, espera no céu para ganhar uma forma humana. 

O braço direito de Deus está esticado para criar o poder da vida do seu próprio dedo, para Adão, o qual está com o braço esquerdo estendido em contraposição ao do criador. Os dedos de Adão e de Deus estão separados por uma pequena distância.

As posições de Deus e Adão, a pintura do braço direito de Deus e esquerdo de Adão são quase idênticas e representam o facto de que, como diz o Génesis 1,27: “Deus criou o homem à sua imagem e semelhança”.

Por outra perspectiva, alguns estudiosos das artes dizem que uma mensagem é imposta subliminarmente. Visto de forma diferente, Deus estaria representado dentro de um cérebro e, com o seu toque em Adão, o racionalismo seria representado nas entrelinhas.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Conheça a obra “A Criação de Adão”
Publicidade
Publicidade