Publicidade

Halle Bailey fala sobre ser a nova princesa da Disney negra em “a pequena sereia”

Publicidade

Antes de Halle Bailey, apenas uma actriz negra, Anika Noni Rose, havia sido coroada princesa da Disney (como Tiana, em “A princesa e o sapo”), daí Bailey entender a importância de quebrar as barreiras nas vestes de Ariel em “A pequena sereia”

Halle Bailey fala sobre ser a nova princesa da Disney negra em “a pequena sereia”

“Quero que a menina em mim e as meninas como eu que estão a assistir saibam que são especiais e que devem ser princesas em todos os sentidos”, diz Bailey. “Não há nenhuma razão para não as serem. Esta garantia era algo de que eu precisava.”

Publicidade

É isto mesmo, a jovem de 22 anos, Halle Bailey, tem sobre os seus ombros a responsabilidade de levar às telas a história de uma das principais princesas da Disney a uma nova geração de fãs de cinema.

A notícia foi bem recebida pela a maioria dos fãs, embora existam aqueles que se opuseram, condenando a perspectiva de uma princesa sereia negra, com a hashtag #NotMyAriel (“Não é a minha Ariel”).   

É uma crítica dolorosa tanto para Bailey, quanto para a sua família, que se uniu contra a reacção negativa.“É importante”, disse a sua irmã Chloe, “ter um forte sistema de apoio ao seu redor. É difícil carregar o peso do mundo sozinho.”

Os seus avós também confortaram Bailey, com as suas memórias de discriminação e racismo que enfrentaram nas suas vidas. “Foi inspirador e lindo ouvir as suas palavras de encorajamento, a dizer-me: ‘não entendes o que estás a fazer por nós, pela nossa comunidade, por todas as meninas negras e mestiças que vão rever-se em ti”, lembra Bailey.

O filme “A pequena sereia” está programado para estreia nos cinemas este Verão. A estreia marca de igual modo um ponto crítico na carreira de Bailey enquanto salta da música para o estrelato do cinema.

Filmar “A Pequena Sereia” foi uma grande experiência para Bailey, que tinha 18 anos quando fez o teste e 21 quando terminou a produção. “Quando me mudei para Londres, aprendi muito sobre mim mesma”, disse. A filmagem no Reino Unido e em Itália foi a mais longa longe da sua família em Los Angeles – e a filmagem foi emocional e fisicamente exigente. “Foi um choque porque eu nunca tinha feito nada assim antes.”

Bailey tornou-se conhecida a fazer covers de músicas populares com a sua irmã mais velha, Chloe, que publicavam no YouTube, enquanto ainda eram adolescentes, há mais de 10 anos.

Quando criaram a sua versão de “Pretty Hurts” de Beyoncé, que se tornou viral, as irmãs Bailey e Choloe assinaram um contrato com a gravadora da cantora, a Parkwood Entertainment.  

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Halle Bailey fala sobre ser a nova princesa da Disney negra em “a pequena sereia”
Publicidade
Publicidade

Últimas de Arte & Cultura

Publicidade