Publicidade

Uma entrevista com Jairo Oceano, concorrente da 25ª Edição do Festival da Canção de Luanda 2022

Publicidade

O artista angolano Jairo Oceano, nascido na década de 90, na cidade de Luanda, formado em Metodologia de Ensino de Língua Inglesa pelo Instituto Superior de Ciências da Educação, fala da sua paixão pela música, bem como da sua participação no Festival da Canção de Luanda, este que acontece na Sexta-feira (23 de Setembro).

Uma entrevista com Jairo Oceano, concorrente da 25ª Edição do Festival da Canção de Luanda 2022

O músico e amante de música, Jairo Oceano, tem a música como seu habitat e progressivamente, tem vindo a navegar nesta arte, fazendo música de bar, além de trabalhar com outros artistas da nossa praça. O mesmo conta à revista Chocolate como tem sido a sua trajectória neste universo de notas musicais, predominado pela harmonia e melodia.

Publicidade

C.H: Como nasceu a sua paixão pela música?

“O gosto e a paixão pela música nasceram desde muito cedo, influenciado pelos meus pais, que também eram cantores”

C.H: Quais foram ou quem são as suas inspirações musicais, nacionais e  internacionais?

“Nacionais: André Mingas, Filipe Mukenga, Dodó Miranda, Rui Mingas. Internacionais: Raul Midon, Djavan, Take6, Richard bona, Ed Motta, Maria Gadu, Brian McKnight, BB. King”

C.H: Conte-nos como foram os primeiros passos nesta arte.

“Comecei no ano de 2009, no grupo vocal da igreja – e a partir de 2012 decidi enveredar nela profissionalmente, tocando em bares e muitas outras actividades culturais”

C.H: Na sua trajectória no mundo da música, quais os músicos com quem já trabalhou?

“Já trabalhei com vários artistas conceituados na nossa praça, dentre eles o Kizua Gourgel, Dodo Miranda, Yoxí, Carlos Praia, Vladimiro Gonga e muitos outros”

C.H: O que é que a música significa para si?

“Música significa vida”

C.H: Fale-nos da sua participação no Festival da Canção de Luanda.

“Está a ser um privilégio enorme fazer parte da 25ª Edição do Festival da canção de Luanda, sinto-me abençoado por ser a primeira vez que participo com uma canção da minha autoria (letra e música), Rasto de Beija-flor. E de igual modo, por estar a concorrer com outros músicos também talentosos no que fazem”

C.H: O que é que este evento representa para a sua carreira, em especial para si?

“Representa um dos grandes saltos positivos na minha carreira musical”

C.H: O que é que se pode esperar este ano do Jairo Oceano?

“Já tenho algumas músicas disponíveis nas plataformas digitais e para este ano trago canções novas e inéditas e muitos shows”

C.H: Um sonho?

“Impactar sempre as pessoas com a minha música”

C.H: Cite um trecho da música com que participa no festival da canção!

“Oh meu rasto de beija-flor, meu bem, no escuro és o meu farol, te amo!”

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Uma entrevista com Jairo Oceano, concorrente da 25ª Edição do Festival da Canção de Luanda 2022
Publicidade
Publicidade

Últimas de Arte & Cultura

Publicidade