Publicidade

“Monólogos da Vagina” regressa aos Palcos com Novo Elenco para Abordar a Violência Contra as Mulheres

A Revista Chocolate conversou com Sophia Buco, mentora da Bucos Produções, sobre o regresso da famosa peça teatral “Monólogos da Vagina“. Sophia revelou que a motivação para trazer a peça de volta foi o desejo de continuar a proporcionar às mulheres um espaço de expressão e reflexão sobre as suas experiências, medos, anseios e alegrias. A arte, segundo ela, serve como um bálsamo ou terapia para questões íntimas, e novas gerações de mulheres merecem essa oportunidade de cura e entendimento.

“Monólogos da Vagina” regressa aos Palcos com Novo Elenco para Abordar a Violência Contra as Mulheres

A relevância da peça permanece intacta, especialmente no contexto atual da luta pelos direitos das mulheres. Sophia destacou que “Monólogos da Vagina” é uma forma de despertar mentes e chamar a atenção para a violência e abusos que muitas ainda enfrentam. Mencionou a crescente consciencialização sobre a mutilação genital feminina e a violência sexual como exemplos de temas que tornam a peça intemporal e necessária. Este regresso acontece nos dias 5, 6 e 7 de Julho na Casa das Artes em Talatona.

“Monólogos da Vagina” regressa aos Palcos com Novo Elenco para Abordar a Violência Contra as Mulheres

Entre os maiores desafios enfrentados na produção, Sophia apontou a necessidade de inovar na proposta de trabalho e seleccionar um elenco que pudesse mergulhar profundamente nas histórias representadas. Convencer Marisa Octávio a co-dirigir a peça com Flávio Ferrão foi uma dessas conquistas, juntando três gerações do teatro nacional e trazendo novas perspectivas para o palco. A selecção criteriosa das actrizes, baseada na experiência e na visão partilhada pela equipa, foi crucial para garantir a qualidade e o impacto do espectáculo. O elenco é composto por Conceição Diamante, Naed Branco, Sunny Dilage, Elsa Marques, Carla Castro e Yolanda Viegas.

Sophia espera que o público saia do teatro com uma mensagem de respeito, empatia e urgência em abordar as questões que afectam as mulheres diariamente. Vê a peça como um grito de socorro contra as violações e violências enfrentadas por mulheres e meninas. Os planos futuros incluem continuar a trabalhar para que “Monólogos da Vagina” evolua no panorama teatral, mantendo o seu papel de emancipação feminina e libertação da dor, agora com uma abordagem mais intimista nesta nova edição.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

“Monólogos da Vagina” regressa aos Palcos com Novo Elenco para Abordar a Violência Contra as Mulheres
Publicidade

Últimas de Arte & Cultura