Publicidade

O que há de melhor ao visitar o Vaticano

O Vaticano é um dos cartões-de-visita, para quem deseja fazer uma viagem à Itália, mas poucas são, as pessoas que conhecem ou já ouviram falar do seu museu, que existe na explendosa central da Igreja Católica.

O Museu do Vaticano, não se limita às ricas colecções de arte, arqueologia e antropologia criadas pelos pontífices ao longo dos séculos, mas também, inclui alguns dos lugares exclusivos e artisticamente significativos dos Palácios Apostólicos. Antes mesmo de refazer a história das colecções de museus, a história não pode deixar de concentrar aos ambientes escolhidos pelos diferentes papas, como locais particulares de residência ou oração.

Publicidade

Começando em ordem cronológica, a partir da Capela Niccolina e do Apartamento Borgia. No primeiro ano de seu pontificado, o Papa Nicolau V Parentucelli chamou Beato Angelico, para decorar a capela particular de seus apartamentos, localizados no Palácio Apostólico. Entre os maiores humanistas da época, o pontífice encomendou um ciclo de afrescos dedicados a Santo Stefano e San Lorenzo, bem como a um frade dominicano, Fra Angélico retratado nas paredes episódios, que narram momentos de sua vida extraídos de “Actos dos Apóstolos “.

As decorações, que parecem ricas em detalhes e citações cultas, fazem da Capela Nicolina, um exemplo perfeito de uma conjunção entre o pensamento religioso e humanístico da arte pictórica do século XV. Entre 1995 e 1996, foi realizada uma magistral restauração das obras de Angélico, que decoram o antigo local privado de oração de Nicholas V.

O papa Alexandre VI Bórgia, que ascendeu ao trono papal em 1492, escolheu viver na ala mais reservada do Palácio Apostólico e encomendou Bernardino di Betto, conhecido como Pinturicchio, para decorá-lo. Em 1494, o trabalho foi concluído.

Após a morte do Papa, segue-se o abandono dos quartos e apenas no final do século XIX, que o apartamento Borgia foi aberto ao público e actualmente, é das salas mais procuradas pelo público para visitas.

Então, aí vai a nossa dica para quando for de férias à Itália e não esquecer de visitar o Museu do Vaticano.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

O que há de melhor ao visitar o Vaticano
Publicidade
ZAP BOX HD PROMOÇÃO - Banner
Publicidade