Publicidade

O que fazer no Cunene

Com tantas zonas turísticas ainda para explorar por esta bela Angola, hoje daremos um salto até à província do Cunene, pegue na sua mala e máquina fotográfica e acompanhe-nos nesta aventura pelo sul do país.

As paisagens do Cunene são caracterizadas por florestas, savanas e estepes e os rios mais importantes desta província são o rio Cunene, o rio Kuvelai e o rio Kalonga.

Publicidade

A província conta também com a Reserva Natural do Mupa, que se situa no Norte e abrange uma área de 6.600km2, tendo sido constituída reserva em 1964 com o objectivo de proteger a fauna local em declínio. Tem uma vasta diversidade de animais: girafas, hienas, leopardos, gungas, rinocerontes, hipopótamos, zebras, elefantes, avestruzes, leões, palancas vermelhas, garças, olongos e impalas.

Podemos ainda conhecer as belas cataratas de Ruacaná, que ficam quase na fronteira com a Namíbia, na região de Kalueke, no rio Cunene. Com uma queda de 124m, estas cataratas são impressionantes. No entanto, a melhor altura do ano para as visitar é na estação das chuvas pois a barragem existente nesta zona deixa-as praticamente sem água nos períodos mais secos do ano.

As Quedas do Monte Negro (Epupa) estão na região de Kuroca, quase na fronteira com a Namíbia e também a sua beleza nos deixa boquiabertos.

Acredita-se que o maior imbondeiro de África se situe no município de Omdadja, em Péu-Péu.

O Memorial do Rei Mandume alberga os restos mortais do último rei Kwanyama. Está localizado a 42km de Ondjiva, a meio caminho entre a capital e Santa Clara, em Namacunde. A rodear o memorial estão troncos simbolizando os feitos heróicos dos Kwanyamas contra os portugueses.

Aqui existe também um complexo turístico e empresarial.

Embala Grande é o local onde estão sepultados os 11 reis da região. Foi o centro político do reino Kwanyama, onde todos viveram excepto o rei Mandume, por não estar circuncidado na altura.

A Fortaleza Roçada está em Xangongo, na margem direita do rio Cunene, no município de Ombadja. Serviu de base militar para ataques e ocupação das áreas do sul do Xangongo.

O Monumento Vau-do-Pembe foi erguido em memória dos portugueses tombados no acto da travessia ao rio Cunene devido a resistência dos nacionalistas.

O Monumento do Mufillo fica a sul de Xangongo e simboliza os grandes combates e as vitórias do Rei Mandume, auxiliado pelo Rei Tchete-kela do Cuamato contra os portugueses no século XIX.

O que fazer no Cunene
O que fazer no Cunene

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

O que fazer no Cunene
Publicidade
Publicidade