Publicidade

Apaixone-se por Lobito

Publicidade

Uma mistura de charme, modernidade e excelência, com lugares imperdíveis para comer, beber e deliciar-se.

Situada no litoral centro-sul de Angola, é o segundo município mais populoso da província de Benguela, abençoada com uma larga baía, onde se ergue o Porto do Lobito e uma magnífica língua de terra que penetra pelo mar: a célebre Restinga, que acolhe o famoso Carnaval do Lobito.

Publicidade
Apaixone-se por Lobito

Tem como um dos principais pontos de lazer o Farol do Lobito, uma construção histórica de guia para embarcações que pretendem entrar na baía. Outra opção de lazer e de interesse histórico é o Forte de São Sebastião do Egipto, construção que serviu de guarida à costa do país, de controlo ao tráfico de escravos. Outras construções arquitetónicas importantes são o Cine-Flamingo, o Edifício dos Correios, a Fortaleza de São Sebastião e o Museu de Etnografia do Lobito. Há ainda como monumento histórico o Barco Zaire.

Uma das principais tradições culturais-religiosas da cidade são as Solenidades dos Santos Pedro e Paulo, promovidos pela Paróquia de São Paulo da Bela-Vista e pela Diocese de Benguela.

Apaixone-se por Lobito

A Restinga do Lobito constitui a zona mais atractiva da cidade, com mais de dez quilómetros de praias de areias brancas e águas límpidas, uma rede de hotéis, restaurantes e esplanadas-bar, que se estende da Colina da Saudade ao denominado Ponto Final, com o seu altaneiro farol guiando a constante movimentação de navios em direcção ao segundo porto do país em importância e grandeza, a seguir ao de Luanda.

Apaixone-se por Lobito

O Lobito conta com o aeroporto na vizinha Catumbela – vila satélite à medida do que Viana constitui para Luanda. De categoria internacional, o aeroporto da Catumbela junta-se à renovada estrada proveniente de Luanda, com passagem pela cidade de Benguela, conformando as principais vias de entrada para o Lobito.

Apaixone-se por Lobito

E quem penetra na “sala de visitas de Angola” é acolhido pelos esbeltos e peculiares flamingos cor-de-rosa, que estão de regresso aos mangais do Lobito – após algum receio de extinção – pois essas aves não se podem queixar da falta de água no seu habitat, alimentado pela proximidade do rio Catumbela, o mar e as chuvas.

O acolhimento vem também de cerca de 1 milhão 300 mil lobitangas, que povoam os bairros da Restinga, Comercial, Compão, Caponte, Canata, Cabaia, Bela Vista, Alto Liro e Lobito Velho, entre outros. Possui duas comunas, sendo a Canjala o seu pólo agrícola abastecedor.

A Canjala é passagem obrigatória para quem se desloca por estrada de ou para Luanda, ponto de paragem para os viajantes se abastecerem de produtos do campo, saciarem a fome e a sede. A outra comuna denomina-se Egipto Praia, importante centro piscatório de onde provêm as famosas “lagostas verdes”, entre outro bom pescado servido nos restaurantes do Lobito, mas também produtos agrícolas cultivados sobretudo nas margens do rio Balombo.

Lugar histórico, a cerca de 100 quilómetros do Lobito, terá ganho o nome de Egipto Praia pelas semelhanças com o delta do rio Nilo (República Árabe do Egipto), com frondosas palmeiras no verde dos campos irrigados nas margens e na foz do rio Balombo.

É uma área turíscica e histórica pelo facto de ter sido uma importante praça militar portuguesa, onde ainda hoje se mantém de pé a fortaleza de S. Sebastião e outras construções em ruínas, que terão servido para o comércio de escravos com destino ao continente americano.

Apaixone-se por Lobito
Apaixone-se por Lobito
Apaixone-se por Lobito
Apaixone-se por Lobito
Apaixone-se por Lobito

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Apaixone-se por Lobito
Publicidade
Publicidade