Publicidade

Roma, paragem obrigatória para quem vai à Europa

Publicidade

Cidade eterna: assim é conhecida  a capital da Itália. Durante milénios, Roma subjugou populações inteiras graças ao seu poder político-militar e – hoje – ao seu indiscutível encanto.

Depois de tocar o solo romano, só pode sentir-se parte integrante da cidade. Confusão, beleza, caos, são todos os ingredientes que permitem a esta metrópole envolver e atrair milhares de pessoas.

Publicidade

Se chegamos à Fontana di Trevi, significa que estamos na área central, portanto caminhando pelas vielas romanas podemos caminhar em direção ao Panteão.

Roma é cheia de praças, de charme, mas aquela que todos amam é a Escadaria Espanhola, um cartão postal graças aos edifícios de cor ocre, à fonte Bernini e à escadaria onde se encontra a igreja Trinità dei Monti. Você respira um ar elegante do século XVIII, onde a alta costura reina suprema. Valentino, Bulgari, Armani, Gucci, são apenas algumas das marcas presentes perto da praça. Situada no sopé da colina Pincio, a Piazza di Spagna sempre representou o centro da vida cultural e turística da cidade de Roma.

Caminhando pela rua comercial mais famosa do mundo, a via Condotti, chega-se a outra praça igualmente famosa, a Piazza del Popolo, uma praça rodeada de restaurantes, muitas vezes local de concertos, feiras e eventos, devido ao seu tamanho.

Da Piazza del Popolo você pode visitar a Villa Borghese. De lá, parece dominar a cidade de Roma, você pode ver a “cúpula” do Vaticano, o altar da Pátria, enfim, vê todas as maravilhas que esta metrópole oferece. Villa Borghese é o parque mais conhecido e querido, um coração verde que oferece muitas atracções, além do clássico passeio marítimo e o local preferido dos amantes da arte que apreciam a presença de inúmeros museus. A jóia da coroa é o Museu e Galeria Borghese com as suas esculturas maravilhosas de Bernini, bem como o Museu Carlo Bilotti que inclui na sua colecção obras de De Chirico, Severini, Warhol, Rivers e Manzù e a casa-estúdio do escultor Pietro Canonica. Estes dois Museus Cívicos fazem parte dos 8 pequenos que oferecem a cidadãos e turistas entrada gratuita durante todo o ano.

Roma, paragem obrigatória para quem vai à Europa

Se esse passeio o assusta, por ser sempre muito longo e cansativo, não se preocupe, todos esses destinos podem ser alcançados através da Linha A. Existem vários passes, o diário a partir de 7 euros ou o de 24 horas ao custo de 12 euros. Com essa premissa não tem mais desculpas e, portanto, podemos continuar o nosso passeio.

Roma é conhecida em todo o mundo também graças à sede papal, o Vaticano. No Estado do Vaticano existem maravilhas, belezas indescritíveis, como a Capela Sistina.

O complexo dos Museus do Vaticano contém: Museu Pio Clementino, Museu Chiaramonti, Museu Gregoriano Etrusco, Museu Gregoriano Egípcio, Colecção de Arte Religiosa Moderna, Galerias Superiores, Museu Biblioteca do Vaticano, Pinacoteca e, claro, a incomparável Capela Sistina.

Se decidir visitar os museus do Vaticano, reserve um dia inteiro, pois a visita é longa e exigente. Terminada a visita, dirija-se  à Praça de São Pedro e  procure localizar a janela onde Sua Santidade olha da varanda todos os Domingos para a missa.

No interior da Basílica pode admirar-se a obra de Michelangelo, “La Pietà”, além da cúpula desenhada pelo próprio artista, que surpreende pelo seu tamanho e harmonia, características que podem ser apreciadas na escalada exigente, mas gratificante que permite admirar tanto o dentro e fora.

A poucos passos da Basílica, na margem direita do Tibre, pode visitar o Castelo de Santo Ângelo.

Mas, no imaginário colectivo, a cidade de Roma está associada a um monumento: o Coliseu.

Dois mil anos de idade, mas o Coliseu permanece sempre o símbolo da Cidade Eterna, atraindo milhares de visitantes todos os anos e isso envolve longas filas e espera sem fim.

Roma, paragem obrigatória para quem vai à Europa

Roma não é só história, mas também uma cidade repleta de pratos típicos. A carbonara, o queijo e a pimenta, as alcachofras alla Giudea ou o supplì são famosas.

Estas delícias podem ser degustadas em Trastevere, o lugar ideal para passar as noites romanas, repletas de cafés e movimento.

Visitar Roma é caminhar pela história, é um livro a céu aberto, onde em cada esquina há algo que merece ficar e ser admirado.

Roma é diferente, é única e incomparável.

Roma, paragem obrigatória para quem vai à Europa

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Roma, paragem obrigatória para quem vai à Europa
Publicidade
Publicidade