Publicidade

Dicas para economizar dinheiro na hora de viajar para a praia

Publicidade

As férias de Natal começam a aproximar-se e já começamos a fazer as contas para saber se se faz uma viagem à praia ou  qualquer outro lugar,  especialmente se for em família. Afinal, ninguém quer ter uma dor de cabeça com imprevistos numa altura destas, certo?

Sabemos que muitas vezes viajar por Angola pode exigir um pouco mais de investimento, mas as belas praias e paisagens naturais podem compensar. E é possível economizar durante este processo. Seguindo algumas dicas simples, irá descobrir como não pesar o seu bolso na sua viagem à praia.

Publicidade

1. O planeamento é tudo!

Se a viagem ainda estiver longe de acontecer, vai ter tempo para economizar e analisar calmamente quanto irá gastar em média. Para isso, faça uma lista do valor do alojamento, comida, deslocação e passeios que deseja fazer.

2. Reserve os seus passeios

Se você for para regiões como o Mussulo, Cabo Ledo, Sumbe, Benguela e outras cidades que oferecem pacotes turísticos, tente comprá-los com antecedência.

Muitas vezes, quando não comprados a tempo, podem até duplicar o valor, fazendo com que gaste mais do que o planeado.

3. Procure mais destinos em conta

A escolha do destino é um dos factores que mais afectam o bolso ao programar a viagem. Lugares muito “em alta” também podem ser aqueles que oferecem os preços mais altos em alojamento, passagem e comida.

Por isso, se quiser poupar, escolha destinos pouco comentados pelos meios de comunicação social e dispense as “cidades da época”. Entre locais  de praias que oferecem um bom custo-benefício estão:  Sangano, São Pedro da Barra, e  ilha de Luanda.

4. Esqueça os hotéis

O hotel pode ser uma boa alternativa para quem quer ter um quarto confortável para dormir, pequeno-almoço disponível e várias outras facilidades.

No entanto, se a intenção é reduzir as despesas de viagem, existem alternativas de alojamento que podem oferecer mais poupanças e ser tão aconchegantes quanto as camas de hotel.

Uma ideia é ficar em albergues, onde não precisa de partilhar um quarto com pessoas desconhecidas. Algumas destas acomodações oferecem quartos com casas de banho privadas a preços menos elevados e com excelentes avaliações.

5. Faça lanches saudáveis

Quando passamos o dia na praia, somos sujeitos a guloseimas quase 100% das vezes. São snacks, biscoitos, gelados, sandwiches que, além de terem um preço demasiado caro, podem não ser bons para a saúde.

Uma boa dica é levar algumas frutas picadas num saco térmico, sandes naturais e algumas garrafas de água. Estes itens não substituem uma refeição, mas são óptimas opções para lanches nutritivos e saem muito mais em conta.

6. Faça a sua viagem à praia em época baixa

Nem sempre é possível escolher estações baixas para viajar, mas se isso for viável para si, opte por viajar para os destinos da moda nessa época do ano.

Na época baixa, tudo é geralmente mais barato: desde os bilhetes de avião até às porções e bebidas que se encomendam na praia. Além de gastar menos, viajar em época baixa também permite aproveitar ao máximo o destino.

7. Obtenha seguro de viagem!

Lembramos-lhe da importância de fazer um seguro de viagem.

Neste caso, porque faz parte de uma economia que você precisa em qualquer viagem que fizer, uma vez que havendo qualquer imprevisto, todos sabemos que os gastos serão mais do que os planeados.

8. Preços de rastreio

Hoje em dia é possível ter acesso a promoções através de redes sociais e apps de viagens. As companhias aéreas fazem acordos relâmpago que podem poupar-lhe muito na sua viagem de praia. Uma vez que você escolhe o seu destino, procure o valor médio do bilhete e fique atento: os preços podem variar muito de um dia para o outro.

Com os hotéis, a mesma coisa também acontece: muitos deles oferecem tarifas promocionais chamadas de “última hora”. Por isso, se planeia viajar em breve e para um local próximo mas ainda não tem data fechada, siga as redes sociais dos hotéis nos quais está interessado!

9. Tente trabalhar nas compras

Fez tudo certo: planeou, escolheu um bom destino, optou por uma estadia mais em conta e organizou o lanche para o dia na praia. Em alguns destinos turísticos, itens que fazem parte da cultura local e outros objectos de que precisa – como fatos de banho, chapéus e protectores solares – podem ter um preço acima da média. Por isso, é importante reter-se na compra e perguntar-se sempre se realmente precisa deles antes de desembolsar dinheiro que poderia ser poupado.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Dicas para economizar dinheiro na hora de viajar para a praia
Publicidade
Publicidade