Publicidade

Paris permite mergulhar no rio Sena após 100 anos

Há cem anos que é proibido nadar no Sena, em Paris. Mas isso está prestes a mudar: a cidade estabeleceu um prazo para transformar o rio e as ruas nos seus arredores num palco impecável para as Olimpíadas de 2024.

Paris permite mergulhar no rio Sena após 100 anos

As autoridades de Paris têm trabalhado desde 2015 para melhorar a qualidade do rio. Em 2018, já com os Jogos Olímpicos em mente, a câmara municipal elaborou um plano para melhorar o tratamento de águas residuais, com a construção de um tanque de água de 46 mil metros cúbicos sob um jardim público na margem esquerda.

A capital francesa promete pelo menos três áreas de natação no rio após o processo de tratamento da água (que já está em andamento): Bras Marie, Bras de Grenelle e Bercy. Além desses, 20 outros possíveis locais foram catalogados na grande região de Paris.

Paris permite mergulhar no rio Sena após 100 anos

Há também um programa de plantio para aumentar a vegetação das margens do Sena, o que ajudará a diminuir o fluxo de água, permitindo que o excedente seja absorvido pelo solo.

No momento, já existem alguns canais e piscinas ao longo do Sena onde o mergulho é permitido, a principal delas é a do lago artificial Bassin de la Villette, inaugurado em 2017. Mas ainda é proibido (e perigoso) nadar nas demais partes do rio e quem tentar fazê-lo pode receber uma multa.

Paris permite mergulhar no rio Sena após 100 anos
Paris permite mergulhar no rio Sena após 100 anos

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Paris permite mergulhar no rio Sena após 100 anos
Publicidade