Publicidade

Mestre de cerimónias fúnebres? Sim, existem e Pedro Belo é um deles!

Pedro Belo, uma figura conhecida pelos seus anos dedicados ao jornalismo, recentemente adicionou (oficialmente) uma nova faceta à sua carreira ao assumir-se publicamente como Mestre de Cerimónias Fúnebres. Numa entrevista exclusiva à Revista Chocolate, o radialista e apresentador de TV partilhou detalhes sobre essa transição e a sua visão sobre o papel desse serviço em Angola.

Mestre de cerimónias fúnebres? Sim, existem e Pedro Belo é um deles!

Embora tenha desempenhado funções de mestre de cerimónias convencionais por anos, Belo revela que o seu percurso nas cerimónias fúnebres começou há muito tempo, inicialmente como favores para amigos e conhecidos. No entanto, decidiu profissionalizar esse serviço após perceber a sua importância global e a necessidade de suporte profissional em momentos de luto.

Questionado sobre a presença de outros profissionais nesta área específica em Angola, Belo reconhece a existência de outros, especialmente em cerimónias familiares ou próximas, muitas vezes sem fins lucrativos.

Sobre a fase da contratação para prestar o serviço, o jornalista destaca a importância de ser remunerado pelo seu trabalho, mesmo que simbolicamente, considerando os custos envolvidos e o esforço necessário para desempenhar adequadamente o papel de mestre de cerimónias.

Embora o trabalho de mestre de cerimónias fúnebres possa ser considerado “tímido” em Angola, ele vê isso como um trabalho honesto e necessário, destacando que, à medida que as pessoas se familiarizam com esse tipo de serviço, a aceitação e demanda tendem a crescer.

Mestre de cerimónias fúnebres? Sim, existem e Pedro Belo é um deles!

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Mestre de cerimónias fúnebres? Sim, existem e Pedro Belo é um deles!
Publicidade

Últimas de Moda & Beleza