Publicidade

Marinela Mendes abriu as portas do seu closet para a Chocolate

MODA COM CONSCIÊNCIA

Marinela Mendes, um dos nomes responsáveis pela criação da Oluchi e mais recentemente da Mbawa (que mais do que uma marcas, são conceitos e formas de estar no mundo e na vida), convidou a Chocolate a conhecer o seu closet e algumas das suas peças mais especiais numa conversa divertida, agradável, familiar mas acima de tudo cheia de ensinamentos e lições.

Publicidade

Descontraído, confortável, leve e com um toque de espiritualidade, o estilo de Marinela (não só a nível de roupas mas também de consciência e modo de estar na vida) já se tornou uma referência para os seus milhares de seguidores. E os seus itens de eleição reflectem exatamente isso: essa sua filosofia de ‘’consumo consciente, que pretende celebrar as coisas feitas com paixão’’.

Marinela Mendes abriu as portas do seu closet para a Chocolate

Marinela preocupa-se com a origem dos produtos que consome, de um ponto de vista não só ecológico, como também humano. ‘’A economia que move o mundo não tem de ser aquela grandalhona (…) É possível darmos o nosso dinheiro para coisas que não envolvam escravatura (…) essa escravatura moderna, aquela forma de tratar as pessoas como simples mão de obra’’.

E nas suas muitas viagens, faz questão de adquirir peças feitas por artesãos locais e pequenos comerciantes, de modo a contribuir também para a pequena economia (sem deixar de ter também coisas de grandes marcas e designers).

Marinela Mendes abriu as portas do seu closet para a Chocolate

Entre essas viagens, o Gana foi um país que a marcou imenso, ‘’desde a forma como estão presentes em África; a forma como vêem a indústria; a forma como têm uma postura económica e financeira mais independente, uma noção de que caberá a África encontrar o seu próprio caminho e impôr-se nesta jogada toda internacional’’, diz com admiração, desejando que essa mesma abordagem e modo de estar na cena económica para Angola.

Muitas das coisas que foi vendo pelas viagens por África, também foram inspiração para a Mbawa, cujas peças são oriundas desses países, feitas à mão e que foram um sucesso tão grande que são procuradas tanto por mulheres quanto por homens.

Marinela é uma inspiração enquanto mulher e principalmente enquanto Africana, pois está activamente a trabalhar e contribuir para a valorização da arte do continente, além de ser a prova viva de que o consumo consciente não implica deixar de ter estilo ou de estar ‘’na moda’’, antes pelo contrário!

1. Brincos em madeira Uterque, brincos em crochet comprados em Madrid, relógio Rolex.

– ‘’estes brincos tem um valor sentimental enorme para mim, eu roubei-os literalmente da minha madrinha, é uma pessoa que vai pelo mundo em busca dos acessórios mais loucos (vamos disputando quem consegue ter as peças mais estravagantes e vamo-nos roubando)’’. Os brincos da Uterque ‘’a minha tia compra imenso lá’’ e uma loja que adoro pelos acessórios.

O relógio ‘’ganhei em 2008 por altura do meu casamento, têm um valor muito sentimental, é uma lembrança fantástica do meu tio, irmão da minha mãe, é de uma delicadeza.. uma coisa fantástica’’

2. Carteira Stella Mccartney e mochila em couro Mbawa

‘’estas carteiras mostram a minha uma evolução…na altura trabalhava na banca e usava muito mais brands internacionais, esta carteira foi paixão à primeira vista (…) até me disseram para não usar tanto porque é muito vistosa, mas eu adorava. Representa esse tempo da minha vida em que era muito fascinada por essas marcas mas já aí preferia algo  com um toque diferente’’.

“A carteira Mbawa parece bem orgânica, feita à mão (…) estas carteiras vão ganhando vida conforme vamos vivendo com elas é como se se alterassem connosco e ficassem com a nossa personalidade (…) as pessoas páram-me por esse mundo fora para me perguntar onde comprei ’’

3. Carteira em palhinha comprada em Bali

‘’Fui a Bali duas vezes e é impossível não se apaixonar por estas carteirinhas, são vendidas por todo o lado. São feitos de uma folha que eles desfibram, secam ao sol, vai ao forno e volta a arrefecer. Depois de ver uma planta ser transformada numa mala, não tem como resistir, tenho em vários tons’’

4. Pumps Jimmy Choo

‘’Antes eu não sabia usar sapatos rasos, se tivesse de ir a uma obra tinha tantas dores nos pés, trabalhava 12h por dia, sempre de saltos. Hoje em dia não uso tanto, óbvio que há sempre aquele evento no qual temos de usar e adoro especialmente estes,  mas hoje em dia já não me permito esse nível de desconforto diário’’

5. Brogues Dolce&Gabanaa

‘’Eu antes também não tinha noção que há rasos que custam mais do que um sapato alto, não fazia ideia disso. E há looks que construídos ficam muito elegantes de rasos. Adoro estes, são bem vistosos, bem giros, super masculinos’’

6. Chinelas Nayma Izata, Bimba y Lola, compradas no Gana

 ‘’São mesmo os meus sapatos de dia-a-dia. Estas (vermelhas) comprei no Gana em 2016 (e estão em óptimo estado porque o couro tem imensa qualidade!!), um país que me ficou muito na memória (…) adorei essa viagem!’’ As com pedrarias são nacionais e eu adoro produção local, como disse, não poderia deixar de celebrar também peças Angolanas. Tenho várias peças da Nayma’. As prateadas também adoro, gosto muito de peças assim, brutas. Adoro ugly shoes!’’

7. Pulseiras em cobre Mbawa e brincos Bimba y Lola

 ‘’As pulseira fizemos no Senegal. uma artista que trabalha o cobre, batido com martelo e fogo. Quisemos trazer para a Mbawa e as pessoas adoraram’. Os brincos são o meu gosto por acessórios bem malucos. Isto é uma peça do dia dos namorados, da edição de 2017. Ofereci a mim própria”

8. Vestido em tule Mbawa e vestido estruturado Karen Miller.

 ‘’Este vestido (à direita) ilustra a evolução do meu estilo, era muito silhueta, muito business. Não evoluí em relação à cor, adoro preto, sinto-me segura de preto, continua a ser a minha cor preferida e de eleição. E continuo a adorar este vestido, adoro a cor, a textura (…) mas nunca usei, é um pouco Wakanda Forever, guardei para ter uma lembrança dessa Marinela. Esta peça (à esquerda) é da primeira colecção da Mbawa, colecção Asas, com muitos folhos, com muito preto (…) tem imenso valor, vou guardar para o resto da vida. Simboliza o primeiro passo no projecto Mbawa’’

9.

‘’Este é o meu cantinho, eu adoro os meus cristais, purificam, limpam o ambiente, limpam as más energias. Tenho um pouco por toda a casa.’’Isto são os livros que tenho de ler. Este Pele negra, máscara branca’ é um ‘must have para todas as pessoas de raça negra’’

Marinela Mendes abriu as portas do seu closet para a Chocolate
Publicidade
Publicidade
Publicidade