Publicidade

É iniciante no mundo dos vinhos? Saiba como e onde começar a saborear

Publicidade

O vinho vai muito bem em diversas ocasiões: num jantar romântico; num almoço familiar de Domingo; para dar de presente; para impressionar e até para aquele dia mais tenso no trabalho quando simplesmente se quer relaxar.

Não há regras. É felicidade engarrafada!

Publicidade

Então, acompanhe as melhores dicas sobre os primeiros passos para quem quer conhecer melhor essa maravilhosa bebida!

Você conhece as cores dos vinhos?

Um ponto básico para começarmos a falar sobre o assunto é entender algumas das categorias e características dos vinhos.

São 3 categorias básicas e 5 sub-tipos de vinhos:

1. Vinhos tranquilos

Vinhos tintos

Feitos a partir de uvas de casca escura (tintas), como Malbec, Cabernet Sauvignon  e Merlot, são os mais frequentemente encontrados e mais consumidos.

Tem a característica específica do tanino, mais corpo e bastante complexidade.

Quando mais jovens, apresentam a cor púrpura, tendendo a cor de tijolo, à medida que o tempo passa.

É iniciante no mundo dos vinhos? Saiba como e onde começar a saborear

Os vinhos tintos são os mais usualmente encontrados e consumidos

Vinhos brancos

Feitos a partir de uvas de cascas esverdeadas (brancas), tais como Chardonnay, Sauvignon Blanc e Moscatel, os vinhos brancos são normalmente frescos e melhores para serem tomados gelados.

Podem ser desde quase transparentes a esverdeados, amarelados até uma linda coloração dourada, nos vinhos com mais idade.

Vinhos rosé

Feitos a partir de uvas tintas ou brancas ou as duas juntas, esses vinhos podem trazer características dos dois tipos acima e uma enorme complexidade em características e qualidades.

Um mundo todo para ser explorado!

A cor pode ser rosa, salmão, casca de cebola (parece estranho, mas é isto mesmo!) ou alaranjada. Alguns vinhos apresentam uma cor mais escura, quase um rubi!

É iniciante no mundo dos vinhos? Saiba como e onde começar a saborear

2. Vinhos espumantes

Esses são principalmente brancos ou rosés e caracterizam-se pelas bolhas, finas e delicadas.

São muito refrescantes, devem ser tomados gelados e podem ir de secos (brut) a doces (suave).

3. Vinhos fortificados ou licorosos

São vinhos normalmente adocicados, feitos para tomar com sobremesas (doces) ou charutos.

Eles apresentam um teor alcoólico mais alto do que os vinhos tranquilos, podem ser feitos tanto de uvas brancas como tintas e são muito especiais nos seus aromas e complexos na boca.

Quais são os tipos de uvas utilizadas para a produção de vinhos?

Uma bebida, para ser considerada vinho fino, deve ser feita a partir de uvas viníferas.

Essas uvas são diferentes das uvas que consumimos in natura, como Isabel e Itália.

Elas são menores em tamanho e possuem uma casca bem grossa. São bem mais doces do que as uvas de mesa e variam muito dependendo do local (terroir) em que foram plantadas.

Alguns exemplos de uvas viníferas para vinhos tintos são:

  • Cabernet sauvignon;
  • Merlot;
  • Syrah;
  • Tempranillo;
  • Garnacha.

Já para vinhos brancos, alguns exemplos de uvas viníferas são:

  • Chardonnay;
  • Sauvignon blanc;
  • Riesling;
  • Torrontés;
  • Alvarinho.

Uvas de mesa são usadas para fabricar os vinhos de garrafão, que são muito consumidos no nosso país. Você pode encontrar Isabel, Bordô, Itália, entre outras. 

Mas como está a começar nesta empreitada, vamos nos concentrar nas uvas viníferas. Todas elas são originárias da Europa e por isso também são chamadas de uvas europeias. Já as uvas de mesa podem ser chamadas de americanas.

É importante dizer que no vinho só temos UVA! Não se adiciona nada além de uvas fermentadas, o máximo que se pode adicionar é álcool de uvas destiladas ou sumo de uva concentrado (para deixar a bebida doce).

É iniciante no mundo dos vinhos? Saiba como e onde começar a saborear

Todas as uvas viníferas são originárias da Europa

Saiba como avaliar o nível de teor alcoólico do vinho

Outro fator importante, na hora de escolher os melhores vinhos para iniciantes, é o corpo que o vinho tem.

Das três categorias mencionadas antes, os espumantes serão os vinhos com menor teor alcoólico. Salvo algumas exceções, eles não passam dos 12 graus de álcool.

Isso para manter seu frescor e leveza, já que quanto mais alcoólico, mais encorpado tende a ser o vinho.

Espumantes podem ir desde 5 graus (como os italianos Asti) e boa parte dos champagnes estão entre 9 e 11 graus. Lembrando que uma cerveja fica em torno de 5 a 6 graus e a vodca russa chega a 40%! Os vinhos tintos terão de 11,5 a 14 graus. Os brancos, de 9 a 13 graus. Já os fortificados mais de 15 graus. Isso porque nesses vinhos licorosos pode ser adicionado um álcool feito a partir da destilação de uvas.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

É iniciante no mundo dos vinhos? Saiba como e onde começar a saborear
Publicidade
Publicidade