Publicidade

Dia Mundial de Consciência Sobre Doença Falciforme

A doença falciforme pode ser a anemia falciforme ou o traço falciforme. A anemia falciforme é uma doença hereditária, que provoca a malformação das hemácias (glóbulos vermelhos), fazendo com que elas tomem o formato de foices. Com esta configuração, o transporte de oxigênio fica deficiente, além de causar dor. O traço falciforme dá-se quando uma pessoa recebe apenas um gene com a mutação. Neste caso, não é necessário um tratamento especializado.

Dia Mundial de Consciência Sobre Doença Falciforme

No que concerne à Anemia Falciforme, é mais comum na população negra: “a miscigenação racial torna essa característica mais difícil de delimitar. Para diagnosticar a anemia falciforme, o principal exame a ser feito é o famoso teste do pézinho, disponível nos hospitais púbicos de todo o país“, explica Dra. Maria João, diretora clínica do Hospital Geral do Bengo.

Publicidade

Após os quatro anos de idade, é possível fazer a eletroforese de proteínas – um exame de sangue também oferecido por todos os hospitais públicos, que detecta a anemia falciforme.

Os sintomas desta condição são: anemia crônica – causada pela rápida destruição dos glóbulos vermelhos – icterícia, – ou seja, cor amarelada na pele e mais visivelmente no branco dos olhos – inchaço muito doloroso na região dos punhos e tornozelos – mais frequentes até os dois anos de idade – e crises de dor, principalmente em ossos, músculos e articulações.

O tratamento da anemia falciforme tem como principal foco a prevenção das situações que podem modificar a forma das hemácias. Tratamento rápido de infecções, calendário de vacinação em dia, evitar a desidratação e actividades físicas muito intensas são alguns cuidados que o paciente deve ter para não sentir tanto a fraqueza e cansaço provocados pela doença.

Como aproximadamente 11% das crianças que possuem este tipo de anemia correm o risco de ter um AVC (Acidente Vascular Cerebral) até os 20 anos de idade, a prevenção é indispensável. “O DTC (Doppler Transcraniano) previne o AVC, permitindo uma melhor qualidade e perspectiva de vida ao paciente. Simples e indolor, o exame é semelhante ao ultrassom e permite a identificação da velocidade do fluxo sanguíneo cerebral.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Dia Mundial de Consciência Sobre Doença Falciforme
Publicidade
Publicidade