Publicidade

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Publicidade

A diversificação alimentar é uma etapa fundamental no desenvolvimento infantil. A dieta infantil deve ser rica em nutrientes e muito diversificada, porque além das questões nutricionais, os novos horários para as refeições alteram a dinâmica do dia-a-dia do bebé, prepara-no para novos estímulos e comportamentos, mais próximos e integrados nas rotinas da família.

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Quando nos tornamos pais, as preocupações são redobradas e muitos pais questionam-se com quantos meses podem desmamar o seu bebé. “Já é momento de dar uma alimentação mais pesada? Como está a saúde geral do meu filho? O meu bebé está a crescer como deve?” Estas e outras questões fazem parte da vida de muitos progenitores. Segundo uma pesquisa feita pela OnePoll e pela Mead Johnson Nutrition, as mães de primeira viagem passam mais de 1.400 horas preocupadas com a saúde dos filhos no primeiro ano de vida deles. Isso equivale a 58 dias, ou seja, dois meses!

Publicidade
Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Então saiba agora como deve alimentar o seu bebé

A amamentação deve ter início logo após o nascimento e sempre que o bebé sentir fome ou sede. Além disso, é importante que seja livre, o que significa que não existem horários fixos nem limites de quantidades para as mamadas. É comum que as crianças que mamam se alimentem um pouco mais do que as que tomam fórmulas infantis, pois o leite materno é mais facilmente digerido, o que faz com que a fome surja mais rápido.

Os nutricionistas recomendam que até aos 6 meses de vida, o leite materno seja o alimento ideal para o bebé, não havendo necessidade de dar nada além disso, mesmo que seja água ou chás para cólicas. No entanto, quando não é possível amamentar, deve dar-se fórmulas infantis específicas para a idade do bebé, em quantidades e horários de acordo com a orientação do pediatra.

Posição certa de amamentar

Durante a amamentação, o bebé deve estar posicionado de forma a que fique com a boca bem aberta para sugar o bico do seio da mãe sem causar lesões e feridas, o que causa dor e dificulta a amamentação.

Além disso, deve deixar-se a criança secar todo o leite de um seio antes de mudar para o outro, pois assim ele recebe todos os nutrientes e a mãe evita que o leite fique empedrado no seio, causando dor e vermelhidão, e impedindo que a mamada seja eficiente.

Dos 0 aos 6 meses

O bebé deve ter aleitamento materno exclusivo desde o nascimento até os seis meses, se possível.

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Após os seis meses

O menu do bebé após os seis meses é composto de leite materno, uma papa de fruta e uma papa salgada por dia. Após os 6 meses inicia-se uma nova etapa no desenvolvimento infantil com a introdução da alimentação complementar. O bebé está pronto para lenta e gradualmente receber novos alimentos mantendo, no entanto, a amamentação até aos 2 anos ou mais.

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Aos sete meses

O menu do bebé após os sete meses é composto de leite materno, uma papa de fruta e duas papas salgadas por dia. A alimentação complementar deve iniciar com papas de frutas e sucos naturais, seguidos de alimentos salgados simples e de fácil digestão, como arroz, batata, massa e carnes desfiadas.

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Aos nove meses

O menu após os nove meses pode passar para a alimentação da família.

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Ao completar dose meses

O menu a partir de um ano de vida pode acompanhar a alimentação saudável da família. Se na fase de introdução aos novos alimentos, a criança não aceitar bem a novidade, vale a pena complementar a refeição com o leite materno. A partir do nono mês até ao primeiro ano de vida, o bebé pode passar gradualmente para a refeição da família, com ajuste apenas na consistência dos alimentos.

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses

Até aos 6 meses de idade, a recomendação dos pediatras é a de que a alimentação seja feita exclusivamente com o leite materno, uma vez que possui todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento saudável do bebé.

Além das vantagens para o bebé, a amamentação é gratuita e também traz benefícios para a mãe, como prevenção do cancro de mama, ajuda na perda de peso e fortalecimento da relação entre mãe e filho. A amamentação é recomendada até aos 2 anos de idade, mesmo que a criança já se alimente bem com as refeições normais da família.

O cardápio também deve ter vários alimentos, coloridos e frescos. A monotonia é outro risco que deve ser evitado, sob pena do pequeno se tornar selectivo demais quando começar a crescer.

Para alimentar o bebé com fórmula infantil, devem seguir-se as recomendações do pediatra sobre o tipo de fórmula adequada para a idade e a quantidade a ser dada para a criança. Também é importante lembrar que as crianças que usam fórmulas infantis precisam de tomar água, porque o leite industrializado não é suficiente para manter a sua hidratação.

Além disso, deve evitar-se o uso de mingaus até 1 ano de idade e de leite de vaca até aos 2 anos, pois eles são difíceis de digerir e aumentam as cólicas, além de favorecerem o ganho excessivo de peso.

Após o período de aleitamento materno exclusivo, acontece uma grande mudança na vida dos bebés que, além do leite, passam a ter contacto com novos sabores. Essa introdução de alimentos até então desconhecidos nem sempre é fácil e algumas crianças simplesmente não aceitam a novidade. Uma dica valiosa é amassar os alimentos separadamente para que ele experimente e sinta o gosto de cada um. Outra dica que os especialistas aconselham é deixar o seu filho apreciar o aroma da comida feita na hora. Tudo isso vai despertar os sentidos dele.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Como deve ser a alimentação do seu bebé dos 0 aos 12 meses
Publicidade
Publicidade