Publicidade

Dependência Emocional nas relações: como reconhecer?

Publicidade

Estar num relacionamento amoroso é para alguns uma prioridade. Mas a forma como cada pessoa entra  no mesmo é algo pessoal e  é resultado de alguma situação vivida no passado  (positiva ou negativa).

Dependência Emocional nas relações: como reconhecer?

De modo involuntário, surge a dependência emocional. As pessoas têm de perceber que a dependência emocional não se resume apenas a relações amorosas, ela existe também em outros tipos de relacionamentos.

Publicidade

As pessoas tornam-se dependentes emocionalmente devido ao laço que possuem umas com as outras. A adaptação a outra pessoa, quando muito fortificada, pode tornar-se uma dependência. Mas não é fácil para as pessoas reconhecer este fenómeno.

Normalmente as pessoas dependentes emocionalmente têm dificuldade em manter a concentração no trabalho, dão pouca atenção às relações com familiares e amigos e podem deixar de lado os cuidados com os filhos, pois preocupam-se excessivamente com o parceiro amoroso e isso gera o desequilíbrio nas outras relações.

A questão que lhe trazemos é: como reconhecer a dependência emocional? 

Não é uma tarefa difícil, mas é necessário compreender os males que podem advir desta dependência.  É importante prestar muita atenção aos sinais:

  • Submissão ao outro;
  • Dificuldade de tomar decisões importantes nos relacionamentos;
  • Sentimento de insatisfação;
  • Vazio emocional;
  • Intolerância à frustração;
  • Emoções negativas e desejo de autodestruição;
  • Falta de consciência sobre os seus próprios problemas;
  • Sentimento de estar preso à relação e de que não conseguirá deixá-la;
  • Conflitos de identidade;
  • Cuidado excessivo com o parceiro;
  • Foco da felicidade concentrado numa só pessoa;
  • Baixa autoestima;
  • Necessidade constante de aprovação do companheiro em tudo o que faz e para se sentir bem;
  • Repressão das próprias emoções para não magoar ou não perder o parceiro;
  • Controlo compulsivo;
  • Prioridade ao companheiro, abrindo mão dos próprios planos;
  • Excesso de ciúme;
  • Sentimentos de culpa e impotência;
  • Oscilações de humor.

Para combater esta dependência é importante estabelecer limites às suas amizades, autovalorizar-se, ter auto-estima, assumir responsabilidades, ter o controlo das suas escolhas, saber diferenciar as suas necessidades das vontades de outras pessoas, afirmar sempre que é o mais importante é fazer de si mesmo a sua maior prioridade, a fim de aprender a apreciar a sua própria companhia.

Lembre-se de que os outros são importantes, mas você é o mais importante.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Dependência Emocional nas relações: como reconhecer?
Publicidade
Publicidade