Publicidade

Dicas para manter a sua vulva saudável

Publicidade

A mulher preocupa-se, de uma forma geral,  com a pele, cabelo, saúde física, mental… mas também há uma preocupação bastante importante, que é a saúde íntima.

Dicas para manter a sua vulva saudável

A mulher por si só, exala o seu odor natural, mas existem circunstâncias em que esse odor pode tornar-se um pouco forte ou desconfortável, de modo que não conseguimos saber ao certo se parte de uma infecção ou da falta de cuidados íntimos.

Publicidade

Tenha atenção a estes 10 pontos, que irão ajudá-la bastante a manter a sua vulva fresca e saudável:

1- Use cuecas de algodão. É o material mais adequado, possui uma facilidade de rápida absorção e secagem, permitindo a boa circulação de ar nas áreas íntimas, a não propagação de humidade, evitando desenvolvimento de bactérias, fungos e possíveis infecções.

2- Evite os constantes duches vaginais ou limpar o interior da vagina, principalmente quando estes envolvem o uso de produtos químicos, isso faz com que o PH da vulva se altere, fazendo aparecer diversos tipos de corrimentos.

3- Cautela ao usar os sabonetes íntimos! São altamente alcalinos e podem ser abrasivos para a pele e também para a vulva, principalmente quando são muito perfumados. Recomenda-se fazer o uso de sabonetes neutros ou não perfumados.

4- Fazer a troca de absorvente com frequência. É bastante importante a troca constante, seja de absorventes diários, tampões ou absorventes normais, estes não podem ser usados durante um longo período de tempo, porque impedem que a pele respire à vontade e quando não é feita a higienização correcta, eles podem causar possíveis irritações ou até mesmo infecções vaginais, isso também pelo facto de o sangue menstrual estar em contacto com a pele por muito tempo. No caso, o mais aconselhável  é trocar os pensos no máximo de 4 em 4 horas, independentemente de ter um fluxo forte ou fraco.

5- Cuidado com os cremes depilatórios. Estes contêm substâncias abrasivas para a vulva. Depilar, raspar ou aparar os pelos é necessário pois os pelos púbicos também são um grande condutor de humidade, neste caso quando for fazer a sua depilação, o sentido é de cima para baixo e não de baixo para cima.

6- Exercícios físico. O exercício de kegel ou pompoarismo é um óptimo aliado para fortalecer os músculos da saúde pélvica, combater a incontinência urinária e ajudar na estimulação do orgasmo.

7- Limpe-se de frente para trás. Quando for fazer as suas necessidades ou higienização, o mais adequado é limpar-se de frente para trás, isso é importante pois impede que as bactérias do ânus entrem em contacto com a vulva.

8- Higienizar-se antes e depois do acto sexual. De preferência que sejam os dois a fazer o mesmo procedimento se não forem usar o preservativo, pois isso ajuda a reduzir as chances de transmissão de doenças ou infecções.

9- Durma sem cuecas. É bom e é saudável, porque a sua vulva precisa de respirar após um dia abafada entre cuecas e por outras peças, a humidade é um terreno fértil para infecções, daí a recomendação de dormir sem cuecas.

10- Visite um ginecologista. As doenças sexualmente transmissíveis como clamídia, HPV, gonorreia, herpes genital, podem causar danos severos e irreversíveis se não forem tratadas com urgência, por isso é recomendável visitar um ginecologista pelo menos três vezes por ano.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Dicas para manter a sua vulva saudável
Publicidade
Publicidade