Publicidade

Conheça o poder da Aromaterapia

Publicidade

A aromaterapia é uma técnica natural que permite estimular diversas partes do cérebro usando aromas e propriedades curativas dos óleos essenciais. A aromaterapia é uma medicina natural, alternativa, preventiva e também curativa. Já foi uma técnica usada nas antigas civilizações, como Egipto, China, Índia, Grécia e Roma, que fizeram uso de óleos, incensos e perfumes.

Conheça o poder da Aromaterapia

O nosso “olfacto reconhece as moléculas dos óleos essenciais através dos seus receptores, chegando até ao sistema límbico, região das emoções no cérebro”. Já quando são aplicados na pele, o maior órgão do corpo humano, os óleos são “lipossolúveis, um facilitador para a penetração na pele. Ao penetrar, logo chegam às corrente sanguínea”.

Publicidade

Ela tem como benefícios:

  • Aliviar os sintomas de ansiedade, insónia, depressão, asma ou constipações;
  • Promover o bem-estar;
  • Fortalecer as defesas do corpo.

Os seus principais óleos:

Alecrim – cansaço mental, falta de memória, dificuldade de concentração, dor de cabeça, enxaqueca, dores musculares e dores articulares.

Lavanda – excesso de stress, dor de cabeça, constipação, insónia e problemas respiratórios.

Canela – cansaço físico ou mental, tonturas, irritabilidade, dor de cabeça, falta de concentração, cólicas menstruais e dificuldade em relaxar.

Jasmim – diminuição da libido, problemas respiratórios, excesso de stress, depressão e tensão muscular.

Bergamota – excesso de stress, depressão, ansiedade, infecções da pele, má digestão.

Camomila – excesso de stress, tensão muscular, depressão e inflamação do sistema urinário.

Eucalipto – problemas respiratórios, dor de cabeça, enxaqueca, dores musculares, febre e tensão muscular.

Limão – falta de concentração, ansiedade, excesso de stress, falta de energia, sistema imunitário enfraquecido, dor de cabeça, má digestão e febre.

Sândalo – dor no peito, excesso de stress, tensão muscular, diminuição da libido.

Ilangue-ilangue – ansiedade, excesso de stress, dor de cabeça, náuseas, pressão alta, problemas intestinais ou redução do crescimento de pelos.  

Como usar os óleos:

Os óleos essenciais possuem diversas componentes medicinais e isso permitiu que a aromaterapia se desenvolvesse como um sistema terapêutico.

A principal e mais benéfica forma de utilizar os óleos essenciais é a inalação, no entanto, também podem ser usados de outras formas diferentes, adequando-se ao problema a tratar ou ao estilo de vida de cada pessoa.

Aplicações da aromaterapia:

Inalação

A inalação é a forma mais completa de obter os efeitos e benefícios dos óleos essenciais, pois permite que as moléculas consigam chegar facilmente ao sistema límbico do cérebro, criando alterações no funcionamento do corpo, que o tornam capaz de se curar.

Aromatizador

Neste caso, adicionam-se 2 ou 3 gotas do óleo escolhido no interior de um aparelho com água, que cria uma nuvem de fumaça, ou colocar as gotas numa chávena com água fervente, que liberta o aroma por todo o comodo.

Evaporização

A evaporização consiste em aplicar algumas gotas em bolas de algodão, compressas ou num pano limpo, permitindo que o óleo vá evaporando e libertando o seu aroma.

Sprays

O spray ajuda a espalhar o aroma por todos os locais que se deseja, para isso basta adicionar algumas gotas do óleo essencial no depósito do spray e preencher com água.

Vaporização

Para fazer a vaporização, deve colocar água fervente numa bacia e depois adicionar algumas gotas na água. Cubra a cabeça com uma toalha para concentrar o vapor de água e respire a fumaça libertada – a vaporização não deve ser usada em crianças com menos de 7 anos.

Massagem

A massagem é a forma perfeita para aplicar os óleos essenciais directamente na pele, de forma a tratar dores musculares, infecções, problemas de pele ou dores articulares. Para isso, basta misturar algumas gotas do óleo essencial pretendido num óleo vegetal, como o óleo de arroz, de sésamo ou coco, por exemplo.

Idealmente, no óleo de massagem apenas se deve misturar 1, 3 ou 5 óleos essenciais, para garantir que não surge alteração das moléculas e consigam ser absorvidas pela pele.

Banhos

Os banhos misturam os benefícios da vaporização, pois permitem a inalação do vapor de água e do aroma, e os benefícios da massagem, uma vez que permitem o contacto da pele com o óleo. Assim, podem ser usados em quase todos os casos.

Para fazer um banho de aromaterapia deve encher a banheira com um pouco de água morna e depois adicionar gotas do óleo até obter o aroma pretendido.

Para cada técnica existe um modo de aplicação e uma metodologia específica. Apesar de serem usados produtos naturais, é importante que a aromaterapia seja orientada por um aromaterapeuta, naturopata ou outro profissional especializado, para definir o modo mais adequado, porque ele levará em conta a substância utilizada, a finalidade e o histórico médico do paciente, para evitar possíveis efeitos indesejados.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Conheça o poder da Aromaterapia
Publicidade
Publicidade