Publicidade

Sabia que a depressão pós-parto masculina existe?

Publicidade

Quando se fala de depressão pós-parto, muitas pessoas acreditam que seja um acontecimento que afecta simplesmente as mulheres, mas enganam-se, porque a depressão pós-parto também atinge os homens.

Sabia que a depressão pós-parto masculina existe?

A depressão pós-parto é uma doença psiquiátrica crónica que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite, após o parto. Em homens, esta doença afecta cerca de 10% dos pais, mas geralmente de forma mais leve. 

Publicidade

O  risco de  depressão pós-parto surge normalmente quando se trata de “pais de primeira viagem”,  com o medo de não ser um bom pai, receios relaccionados com o factor financeiro, a preocupação com o sustento da família (principalmente quando ele é o único ou principal provedor) e a própria sobrecarga que surge em virtude do novo contexto em que está inserido, são outros factores que podem afectar a sua forma de ver e reagir às situações.

Diferente dos sintomas das mulheres, os homens têm como um dos principais sintomas,  o sentimento de exclusão da mãe e do bebé (que nesse período inicial são o centro das atenções.) Os sintomas de depressão pós-parto podem incluir:

  • Choro excessivo;
  • Mudança de humor;
  • Dificuldade de desenvolver uma ligação amorosa com o bebé;
  • Afastamento da família e dos amigos;
  • Alterações no apetite: falta de apetite ou comer muito mais do que o habitual;
  • Incapacidade de dormir (insónia) ou dormir demais (hipersónia);
  • Fadiga ou perda de energia;
  • Redução do interesse e prazer nas actividades realizadas pela mãe;
  • Intensa irritabilidade e raiva;
  • Medo frequente da mulher não ser uma boa mãe;
  • Sentimentos de inutilidade, vergonha, culpa ou inadequação;
  • Diminuição da capacidade de pensar com clareza, concentrar-se ou tomar decisões;
  • Ansiedade grave e ataques de pânico;
  • Pensamentos relacionados com prejudicar a si mesmo ou ao bebé;
  • Pensamentos de morte ou suicídio.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Sabia que a depressão pós-parto masculina existe?
Publicidade
Publicidade