Publicidade

As principais causas das doenças ligadas à má alimentação

Uma alimentação saudável é fundamental para prevenir, minimizar ou até reverter algumas das doenças que mais afectam as pessoas hoje em dia. Por essa razão, a Chocolate Lifestyle listou, especialmente para si, algumas das principais causas de doenças ligadas à má alimentação.

Publicidade

A doença é uma condição anormal que afecta negativamente o nosso organismo, seja fisicamente e/ou emocionalmente. Geralmente essa mal-estar advém de diferentes origens, formas e razões. Listamos aqui algumas das principais causas de doenças ligadas à má alimentação. confira:

As principais causas das doenças ligadas à má alimentação

Desnutrição – resultante da alimentação insuficiente e falta de calorias. Comum em países do terceiro mundo. Em África e Ásia existem vários países onde o alimento é escasso e não chega para alimentar toda a população. Mas também nos países desenvolvidos aparecem estados de deficiência moderada devido a alimentação à base de fast-food.

Publicidade

Carências específicas – resultantes da falta total ou parcial de vitaminas (cegueira, raquitismo, beribéri, pelagra e escorbuto) em países menos desenvolvidos; de proteínas ou de aminoácidos. Carência de ferro nas mulheres grávidas e nas crianças; falta de cálcio em pessoas de meia-idade, idosas e em doentes alcoólicos. A cálcio é o elemento que existe normalmente em maior quantidade no organismo humano. A sua carência nutricional manifesta-se por fracturas espontâneas, osteoporose nos adultos e nas crianças o raquitismo.

Obesidade – por desequilíbrio nutricional na diabetes, nas dislipidemias, na gota, onde a alimentação é rica em gorduras, açúcar, proteínas, refrescos açucarados e pobre em fibras.

Doenças degenerativas – relacionadas directamente com alimentação rica em gorduras saturadas, colesterol, e muitas calorias e desequilíbrio metabólico. Estes problemas atingem o coração e os vasos sanguíneos.

Hipertensão arterial – relacionada com o consumo excessivo de sal na alimentação e gorduras.

Obstipação ou prisão de ventre – pelo consumo de alimentos excessivamente refinados e concentrados com predomínio de açúcar, farinhas brancas, carne e gorduras e escassez de vegetais verdes e cereais.

Doenças devidas a bebidas alcoólicas – o álcool excessivo e os aperitivos alcoólicos perturbam todos o metabolismo e ainda mais quando são ingeridos fora das refeições. Pode ocasionas gastrite, úlcera gástrica e duodenal, cárie dentária, hepatite aguda, cirrose hepática ou hepatite crónica, osteoporose, doenças do foro nervoso e psíquico.

Anemia nutricional – por falta de ferro, vitamina B12, ácido fólico e proteínas. A frequência é na gravidez e nas adolescentes e jovens. Verifica-se quando a alimentação é pobre em ferro e se faz a partir de alimentos refinados, açúcar e gorduras.

Contaminação dos alimentos – o termo significa a infecção dos alimentos por substâncias estranhas (metais tóxicos; pesticidas; poeiras radioactivas; dioxinas e furanos), por insectos (moscas) e animais (ratos e baratas), pela água contaminada; pela falta de higiene dos instrumentos de cozinha e no manuseamento dos alimentos; que transmitem germes patogénicos nocivos à saúde. Algumas outras causas existem, no entanto, estas são a principais causas dos mal-estares das principais doenças que afligem boa parte da população mundial, o que nos faz acreditar que o monitoriamente para uma alimentação adequada é imperativo nos dias de hoje, sendo que para a maior parte dos especialistas da saúde, a alimentação é peça fundamental para a melhora considerável das doenças mais comuns.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

As principais causas das doenças ligadas à má alimentação
Publicidade
Publicidade