Publicidade

Brasil tem 645 amputações de pénis por ano – entenda os motivos e saiba os riscos

O Brasil tem em média 645 amputações de pénis a cada ano devido ao cancro no órgão, alerta um novo levantamento da Sociedade Brasileira de Urologia com base em dados do Sistema de Informações Hospitalares do Ministério da Saúde. De 2013 a 2023, última década, foram registados ao todo 6.456 amputações.

Brasil tem 645 amputações de pénis por ano – entenda os motivos e saiba os riscos

O ano com mais casos do período foi 2019, quando chegou a 702. O mais baixo foi o ano seguinte, 2020, em que o Brasil contabilizou 619 remoções do órgão.
Além disso, o levantamento mostra que, também no período de uma década, o país registou 21.766 diagnósticos de cancro de pénis (entre 2012 e 2022) e 4.592 mortes pela doença de 2011 a 2021.

A faixa etária com mais óbitos foi a de 60 a 69 anos. Os números são alarmantes, porque a maioria dos casos podem ser evitados com hábitos como higienização adequada, vacinação contra o vírus HPV e a remoção do prepúcio quando ele não pode ser completamente puxado para trás para expor a glande e higienizá-la (cirurgia de fimose).

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Brasil tem 645 amputações de pénis por ano – entenda os motivos e saiba os riscos
Publicidade