Publicidade

Máscaras de pano africano tornam-se febre em todo o país

Nos últimos anos, o país inteiro vai consumindo os produtos nacionais, em especial a música e as roupas da moda feita por nós, e esta tendência, também se aplica às máscaras de protecção à Covid-19, cujo DNA africano é o cartão-de-visita.

Costureiros, estilistas e empresários do ramo têxtil estão a apostar neste sector e a ideia principal é transformar os tecidos africanos em máscaras protetoras, e diversificar cores que expressem o orgulho africano. A população em geral está a aderir com a intenção de transmitir a mensagem que os africanos estão unidos na luta contra a pandemia.

Publicidade
ZAP BOX HD PROMOÇÃO - Banner
Máscaras de pano africano tornam-se febre em todo o país

É motivo de admiração para qualquer pessoa ao passar nas ruas de Luanda e apreciar cada modelo de tecido e estatísticas apontam que a par das máscaras cirúrgicas, as caseiras também estão em alta com uma compra bem econômica.

Incluindo os Ovibundos, que representam a maioria da população angolana, são vários os criadores que encaram este facto social para representarem as suas origens que de forma oral é rica em histórias que fizeram uma nação emergir na Africa Austral.

Máscaras de pano africano tornam-se febre em todo o país

Várias pessoas simpatizaram com a sua forma de fabrico, uma vez que as cores variadas e bem alegres.

Máscaras de pano africano tornam-se febre em todo o país


Fonte: https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-04-10-Mascaras-de-tecidos-africanos-invadem-as-ruas-de-Luanda

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Máscaras de pano africano tornam-se febre em todo o país
Publicidade
Publicidade