Publicidade

Dia Mundial da Fisioterapia: A importância do fisioterapeuta na terapia domiciliar

Publicidade

Com o objectivo de sensibilizar sobre o contributo dos fisioterapeutas para a saúde, prestar homenagem a todos estes profissionais que diariamente ajudam as pessoas a superarem problemas musculares, esqueléticos e na recuperação de doenças, celebra-se anualmente a 08 de Setembro o Dia Mundial da Fisioterapia.

Dia Mundial da Fisioterapia: A importância do fisioterapeuta na terapia domiciliar

Instituída pela World Confederation for Physical Therapy há 24 anos, actualmente esta confederação engloba mais de 250 mil fisioterapeutas em todo o mundo.

Publicidade

Em exclusivo à Chocolate, a fisioterapeuta Elizabeth Satissueca

destacou a importância deste profissional que desenvolve a capacidade física da pessoa, ajudando-a a mover-se e a viver melhor.

O fisioterapeuta tem todo o domínio da sessão e recuperação do paciente na sociedade de maneira pronta e breve, melhorando o seu quadro. A covid-19 veio mostrar que a fisioterapia é importante como as outras especialidades médicas, porque há pacientes que iam para o exterior pois pensavam que aqui em Angola não tínhamos quadros formados na área ou não pessoas capacitadas para exercitar a função, mas graças a Deus têm procurado muito os fisioterapeutas”, reconheceu Elizabeth Satissueca.

Dia Mundial da Fisioterapia: A importância do fisioterapeuta na terapia domiciliar

A especialista contou que há pacientes que já tinham a dinâmica da fisioterapia no exterior, mas com esta pandemia não podem sair do país, porque a maioria são pessoas são do grupo de  risco. “Então a procura aumentou significativamente”, esclarecendo que durante o processo de tratamento não há um limite na alimentação do paciente.

“Nós passamos algumas recomendações que achamos úteis para o bom funcionamento do organismo… Apenas passamos orientações”, esclareceu, desejando muita força e perseverança a todos os fisioterapeutas.

Dia Mundial da Fisioterapia: A importância do fisioterapeuta na terapia domiciliar

Não desistam porque realmente não é fácil para nós por estarmos na linha de combate e muitas vezes não somos reconhecidos. Pouco se fala da fisioterapia, importância, inclusão e actuação como parte do método de combate da Covid-19, mas temos que continuar a trabalhar em prol dos nossos pacientes que são os nossos primeiros amores e para aqueles que nós nos formámos e somos hoje…”, reiterou  Satissueca.

Por outro lado, Alcina Rebeca Cauto Adolfo descreve o fisioterapeuta como um profissional dotado de conhecimentos para avaliar, diagnosticar, prevenir e tratar as disfunções cinético-funcionais.

Dentro  do contexto domiciliar  é  ainda mais importante, visto que muitos  utentes  que procuraram  esse serviço  estão limitados na locomoção  por alguns pacientes apresentarem  alterações e distúrbios da cinética funcional que os impedem de  exercer a sua autonomia física”, realçando que a fisioterapia ao domicílio  é  importante pois promove a recuperação  da função, melhora a qualidade de vida dos pacientes, com o objectivo de alcançar o maior grau de independência possível.

Lembrar que o atendimento domiciliar deve ser estruturado e considerar alguns factores como as condições sociais, económicas, equipamentos necessários e o envolvimento da família ou do cuidador do doente no programa de reabilitação”, salientou Alcina Adolfo.

Esclarecendo que o atendimento ao domicílio não abrange apenas a área da fisioterapia neurológica que é normalmente mais solicitada nesta fase. “Mas devemos envolver-nos e esclarecer que todas as áreas que envolvem  a fisioterapia podem ser feitas ao domicílio, desde que se obedeça  às medidas de higiene e biossegurança nesta  fase em que o contacto físico deve ser evitado ao máximo. Com avanços na área, já é possível a fisioterapia através das plataformas a telereablitação, com programas individuais ou em grupo”, indicou.

Reforçou também que o ideal para o atendimento de um paciente ao domicílio seria envolver sempre que possível uma equipa muito disciplinar, onde o nutricionista tem um papel importante no balanço e  ajustes nutricionais  e proteicos.

Da nossa parte é importante orientar primeiro o horário ao cuidador para o tratamento, se possível entre as 10 e as 12 horas e das 15 às 17 horas. Porque são horários onde acreditamos que o paciente já fez as refeições e a higiene diária… Também porque pelo menos duas horas antes ou após as refeições é o ideal para realizar o tratamento”, clarificou.

Para celebrar a data, a profissional de saúde e bem-estar encorajou todos os fisioterapeutas.

Estamos a viver uma fase atípica da Covid-19, onde precisamos de nos unir em prol dos nossos pacientes, dentro do contexto, assistindo-os com zelo, amor e dedicação.  Não é tarefa fácil pois a nossa maior ferramenta são as nossas mãos  e o toque. Porém, usando todas as medidas  de biossegurança poderemos sim melhorar a qualidade de vida dos pacientes  e devolver  o máximo  possível de independência  funcional  para  sociedade e a  família”, declarou Alcina Adolfo.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Dia Mundial da Fisioterapia: A importância do fisioterapeuta na terapia domiciliar
Publicidade
Publicidade