Publicidade

“Ser uma Mulher empreendedora num país como Angola é saber aproveitar cada momento”, Fineza Teta

Publicidade

A presença da mulher no empreendedorismo deu um avanço significativo no mundo empresarial, tornando-o não só mais competitivo, mas também com maior qualidade de prestação de serviços.

“Ser uma Mulher empreendedora num país como Angola é saber aproveitar cada momento”, Fineza Teta

Fineza, ou Fisty-Teta, contou à Revista Chocolate um pouco da sua experiência como empreendedora, que apesar de não ser fácil (conciliar o lado profissional com o pessoal), tem sido uma questão de disciplina. A empresária cria equilíbrios profissionais para obter estabilidade pessoal.

Publicidade

“Ser uma mulher empreendedora num país como Angola é saber aproveitar cada momento e estar constantemente a criar e reinventar. São desafios constantes, somente se sobrevive perseverando”, disse a empresária.

A artista é a gestora da sua oficina e do escritório. “É muito difícil de enumerar, encontro dificuldades em tudo. O ramo que abracei foi a cultura, e porque se faz aqui, as matérias primas são importadas e as de produção nacional são de difícil acesso”, lamentou.

“Não poderei dizer que é fácil, mas posso afirmar que é possível”, concluiu Fineza, alegando que para se permanecer no mercado empresarial,  o empreendedor deve conhecer o mercado e os ramos em que actua, acompanhar a dinâmica do mercado com inovações e criar oportunidades, isso através de pontos estratégicos, estudos de viabilidades e fontes de receitas.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

“Ser uma Mulher empreendedora num país como Angola é saber aproveitar cada momento”, Fineza Teta
Publicidade
Publicidade