Publicidade

Saiba mais sobre Empatia Conjugal

Publicidade

Os relacionamentos são compostos por duas ou mais pessoas, singulares e únicas. E estas mesmas diferenças ou particularidades são o que desperta nas pessoas o desejo de se relacionar ou não com as outras. E nas relações, existem muitas cedências, devido à empatia.

Saiba mais sobre Empatia Conjugal

Empatia conjugal – o que é?

Publicidade

Resumidamente, a palavra empatia significa “colocar-se no lugar de outra pessoa” e a empatia conjugal é a capacidade que os parceiros têm de se identificar com a forma de agir, pensar e até mesmo de procurar sentir o mesmo que o seu cônjuge, dada uma situação ou decisão.

Este exercício não funciona apenas como uma balança, pois é crucial para à saúde e durabilidade de todo qualquer tipo relacionamento, ajuda cada um dos parceiros a ver as situações em diferentes perspectivas e a compreender-se melhor.

Alguns benefícios da empatia conjugal:

  • Diminui e ajuda a resolver os conflitos;
  • Melhora o ambiente entre os parceiros;
  • Facilita a conexão entre os parceiros.

A falta de empatia nos relacionamentos causa frustrações. Muitas vezes, estas acontecem por projectarmos no outro aquilo que queríamos e infelizmente, ninguém é obrigado a ser aquilo que o parceiro quer. E é daí que surge a decepção e a frustração, que no fundo é culpa de quem cria as expectativas e não do seu parceiro.

A falta de empatia também causa isolamento, o que significa que uma boa parceria fortalece-nos, faz-nos crescer, faz-nos seguir adiante e superar os obstáculos e faz-nos perceber o quanto parceiro desperta o melhor de nós.

Esta parceria, no entanto, só é mantida através de afecto e empatia.

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Saiba mais sobre Empatia Conjugal
Publicidade
Publicidade