Publicidade

Faixas feitas com tintas brilhantes são testadas para iluminar as estradas da Austrália

Publicidade

A falta de luminosidade na rodovia não representa somente um perigo constante durante a noite, como também é uma das principais causas de acidentes. Razão pela qual o Estado de Victoria, localizado no sudeste da Austrália, teve a iniciativa de pintar as marcas rodoviárias com tinta brilhante, isso é, marcar as estradas com linhas fotoluminescentes (tinta que brilha no escuro), para combater e resolver este problema.

Faixas feitas com tintas brilhantes são testadas para iluminar as estradas da Austrália

Embora não seja novo, este conceito inovador está a ser aplicado e testado em vias cuja iluminação é precária, o que torna a circulação ou o tráfico de veículos particularmente perigosos. O projecto está a ser coordenado pela empresa australiana chamada “VicRoads”, responsável pela habilitação e registo de veículos; e regularizador do sector de reboque de acidentes em Vitória, em conjunto com a empresa de construção Tarmac Linemarking e a OmniGrip.

Publicidade

Além das linhas fotoluminescentes indicarem o espaço onde os automobilistas devem circular, apesar da escuridão, a Reliable Paving revelou outras vantagens deste conceito, como:

  • Mais visibilidade e segurança para os condutores;
  • Disponibilização de marcações de faixas visíveis em locais sem iluminação pública adequada;
  • Em caso de corte de energia, as marcações das faixas continuam a ser visíveis;
  • A energia destinada à iluminação pública pode ser desviada para outro local.

E vale referir que as “marcações nas estradas serão sensíveis à chuva”.

Faixas feitas com tintas brilhantes são testadas para iluminar as estradas da Austrália

Fonte:

Google
pplware.sapo.pt
blogdocaminhoneiro

Gostarias de escrever para a Chocolate? Aceitamos sempre colaborações com convidados da nossa comunidade e estamos sempre à procura de novos colaboradores. Entra em contacto connosco e vamos discutir as tuas ideias.

Faixas feitas com tintas brilhantes são testadas para iluminar as estradas da Austrália
Publicidade
Publicidade